Redatoria: Comunicação Digital Inteligente e Personalizada

Digital

4 dicas para usar palavras-chave de maneira consistente em textos de blog

Por: Redatoria - Publicação: 30 de novembro de 2020
4 dicas para usar palavras-chave de maneira consistente em textos de blog

A competição por uma boa visibilidade nos meios digitais está cada vez mais acirrada hoje em dia. Sentimos a urgência de chegar primeiro à mente dos leitores ou ao menos, estarmos entre as primeiras opções de compra ou contratação. Para que isso ocorra de forma fluída e orgânica, as boas práticas de SEO (Search Engineering Optimization) e o uso das palavras-chave são determinantes para ditar o alcance da publicação.

Para entender melhor a importância dessas boas práticas, é necessário primeiro conceituar o que são as keywords, palavras-chave. As palavras-chave nada mais são que instrumentos de pesquisa, podendo ser formadas por um termo ou mais e são a maneira pela qual um usuário escreve e pesquisa a sua dúvida nos buscadores de Internet. Se estamos falando com um profissional da comunicação ou marketing, as palavras-chave são os termos usados para direcionar e nichar nossas páginas, posts e sites. Todas as pesquisas começam com uma palavra, sabendo as mais relevantes, podemos entregar de forma mais assertiva o nosso conteúdo.

Dependendo da forma como a pesquisa for feita, as dúvidas serão esclarecidas e o seu resultado pode ser um dos primeiros a chegar aos olhos do leitor. O Google entenderá do que se trata o seu conteúdo baseando-se nas palavras-chave usadas, por isso, é preciso estudo antes de escolhê-las. Mas, o que fazer para que estejamos entre os top 10 do Google (ou ao menos em uma boa colocação!)?

Depois de explicar melhor o que são palavras-chave, separamos algumas dicas para você usá-las de forma mais assertiva, aumentando a relevância do seu texto.

 

1) Fuja do óbvio

Em primeiro lugar, precisamos sempre ir além das palavras-chave primárias. Explicando melhor, as keywords primárias são a base que conceitua o seu nicho nos mecanismos de buscas. Por exemplo: se está escrevendo sobre “aprender inglês”, essa seria a keyword primária, pois é o mais óbvio e o que todos iriam procurar. Certamente, essa escolha não irá ranquear seu texto nos top 10 do Google, pois a concorrência é muito alta, logo, o ideal é usar as palavras-chave de cauda longa (não se assuste com os termos, eles vão ficando mais amigáveis ao longo da explicação). As palavras-chave de cauda longa são, digamos de forma resumida, explicações maiores da keyword primária. Por exemplo: partindo do “aprender inglês”,  a cauda longa seria “melhores formas de aprender inglês sendo autodidata”, ficando bem mais específico, aumentando significativamente a chance de estar no topo das listas de busca orgânica. Sabemos que isso parece difícil, mas na verdade é uma grande vantagem. Sabe o porquê? A maioria das marcas não usa as palavras-chave de cauda longa pois seu volume de pesquisas é baixo. Entretanto, não quer dizer que sendo baixo, não irá converter – palavras assertivas estão mais ligadas à quantidade de conversões do que de impressões. Então, se o seu foco é conversão, as palavras-chave de cauda longa são as mais indicadas.

 

 2) Não subestime o poder de um título bem elaborado

Um dos critérios mais levados a sério pelo Google, em questão de SEO, são os indicadores sociais, pois eles guiam o buscador para saber quanto engajamento e conexão com os leitores essa página têm. Sim, as opiniões e rastros deixados pelos usuários contam muito!

Para ter esses indicadores (são retweets, salvar no Instagram ou mandar por direct, curtidas no Facebook), precisamos garantir que iremos chamar a atenção com o post. E uma das primeiras partes do texto que impacta quem está lendo, impelindo às vezes até mesmo de ler todo o conteúdo é o título. Uma palavra-chave rica e bem pensada do seu nicho sempre terá uma performance melhor do que uma genérica. Por exemplo:

Eis que você tem um texto pronto sobre como atrair clientes nas redes sociais com marketing de conteúdo e precisa publicá-lo, e óbvio, tem por objetivo alcançar um bom número de leitores. Em vez de escolher os títulos mais top of mind, que já estão na nossa cabeça, como:

“Atraia clientes nas redes sociais com marketing de conteúdo”

“Atraia clientes nas redes sociais com esse passo a passo”

Instigue o seu leitor a pensar e ter curiosidade, pensando nas palavras-chave derivadas da keyword primária (atraia clientes):

“As melhores formas de atrair clientes nas redes sociais usando o marketing de conteúdo”

“Formas testadas e aprovadas de atrair clientes nas redes sociais com marketing de conteúdo”

As chances de ter um maior alcance em diversos tipos de pesquisa são maiores. Se o seu post for reconhecido pelas pessoas que o acessaram (lembre-se que o Google leva muito em consideração a atividade do usuário para manter o SEO) e outros sites começaram a citá-lo como referência, está feito: a sua relevância e autoridade aumentarão organicamente, dizendo para o Google informações importantes para o merecimento do top 10.

 

3) Antes de começar a escrever, tenha o objetivo do seu conteúdo definido

Parece uma dica genérica, mas o óbvio muitas vezes precisa ser o ponto de partida. As intenções de compra ou interesse do leitor só podem ser rastreadas através das palavras-chave que ele busca, tornando esse ferramenta cada vez mais importante e valiosa. Os dados são como petróleo para quem sabe usar, por isso, um pouco de pesquisa é sempre bom para manter o seu conteúdo alinhado com os resultados que deseja ter.

A utilização de palavras-chave assertivas aumenta o desempenho de pesquisa do seu site e blog consideravelmente, então, não importa tanto se o seu site é compatível com dispositivos móveis (mobile friendly), tem uma boa velocidade de abertura e rolagem de tela, se ele não é entregue para o público-alvo. Então, antes de começar a escrever tenha em mente qual objetivo ou resultado deseja alcançar com esse post, e isso servirá como norte para escolher as palavras-chave.

 

4) Descubra quais são as suas palavras-chave “de ouro”

Já parou para pensar que sem as buscas dos leitores o Google não seria um negócio lucrativo e em expansão constante? Os usuários ditam a forma como o buscador ranqueia os conteúdos disponibilizados na sua plataforma. As principais atualizações do algoritmo e termos de uso do Google foram feitas com base em pesquisas dos leitores, até mesmo a própria atualização que mostra a adaptação de sites e blogs para dispositivos móveis como um fator crítico para ranquear bem uma publicação foi colocada em prática estudando as interações dos leitores com os seus smartphones, tablets, etc. Isso só reforça o que já sabemos: as palavras-chave são a alma do seu conteúdo.

Para descobrir quais são essas palavras de ouro, ou de cauda longa, há um jeito fácil, gratuito e 100% confiável:

Keyword Planner do Google Ads. Nada melhor que uma ferramenta disponibilizada pelo próprio buscador de pesquisas mais utilizado atualmente.

Para utilizar, é bem simples. Você abre o site do Keyword Planner e digita a sua palavra-chave principal, primária, na caixa de pesquisas e depois clica no botão obter ideias, e pronto! Ao clicar em ideias de palavra-chave, a ferramenta irá mostrar as palavras-chave de forma individual e informações sobre elas, como volume médio de busca, horários, demografia, etc.

Com essas dicas e o uso adequado das palavras-chave, o mundo digital é seu!

Gostou das nossas dicas, mas precisa de uma ajuda mais de perto para planejar e construir seu conteúdo e presença nas mídias digitais? Fale com a gente e vamos juntos fazer a sua empresa crescer e expandir!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Redatoria

Empresa especializada em produção de conteúdo, gerenciamento de redes sociais e marketing digital.

redatoria@redatoria.com Política de Privacidade

Design e Desenvolvimento por Brava Digital