Redatoria: Comunicação Digital Inteligente e Personalizada

Digital

Analfabetismo funcional e os protestos

Por: Redatoria - Publicação: 12 de julho de 2013
Analfabetismo funcional e os protestos

“O verdadeiro analfabeto é aquele que sabe ler, mas não lê”, dizia Mário Quintana. O que ele diria se conhecesse os, teoricamente, alfabetizados que não conseguem interpretar o que leem? Os chamados analfabetos funcionais representam uma grande parcela da população, que tem problemas em compreender o que lê e de desenvolver operações matemáticas. O Indicador de Alfabetismo Funcional (Inaf) avalia a população brasileira com esta dificuldade em dois níveis: • Analfabetos: não conseguem realizar tarefas simples que envolvam a leitura de palavras e frases, ainda que uma parcela destes consiga ler números familiares (números de telefone, preços, etc.). • Alfabetizados: em nível rudimentar, localizam uma informação explícita em textos curtos e familiares (como, por exemplo, um anúncio ou pequena carta), leem e escrevem números usuais e realizam operações simples, como manusear dinheiro para o pagamento de pequenas quantias. Dados do último levantamento realizado pelo órgão, em 2011, apontam que cerca 73% dos brasileiros entre 15 e 49 anos são analfabetos funcionais. Ou seja, apenas uma a cada quatro pessoas dominam de maneira plena a leitura, a escrita e a matemática. Os números são alarmantes desde cedo, quando avalia-se alunos que frequentam o 2º e o 3º ano do ensino fundamental. Mais da metade das crianças, 55,4%, é considerada analfabeta funcional, de acordo com a 2ª Avaliação Brasileira do Final do Ciclo de Alfabetização, a Prova ABC. As taxas do agravante problema nos remetem à recente onda de protestos que se espalha por todo o país, se analisada sob o âmbito educacional: fica ainda mais clara a necessidade de uma reforma e de um investimento significativo na educação; também nos faz questionar (ou entender) por que a população não está satisfeita com quem deveria representá-la, tendo em vista que uma grande porcentagem das pessoas votou sem ser capaz de interpretar as propostas de seus candidatos.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Redatoria

Empresa especializada em produção de conteúdo, gerenciamento de redes sociais e marketing digital.

redatoria@redatoria.com Política de Privacidade

Design e Desenvolvimento por Brava Digital